radio animix

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Hard Games ''joguinhos dificeis pacas'' !!!




Vira e mexe, sempre ouvimos relatos de gamers reclamando da absurda dificuldade que a eles é imposta em determidados jogos, em especial os da era dos 8 bits. No entanto, não é somente games de Master Sistem e NES que provocam pesadelos nos jogadores mais experientes. Tá certo que na época destes consoles não existia tutoriais aos montes como os que vemos hoje espalhados pela rede a fora. Mas talves a péssima jogabilidade que tinham a maioria destes jogos não ajudasse muito e fosse a maior vilã dos games mais antigos.
Porém, extremas dificuldades não são exclusividade em nenhum console, por mais retrógrado ou moderno que seja. Pensando exatamente nisso daremos início a uma série que buscará listar os games mais díficeis de todos os tempos, ou seja, aqueles que fizeram muito “macho” se matar pra conseguir chegar ao final.
Mas para isso só levaremos em consideração os games jogados em seus consoles de origem, desconsiderando assim os emuladores que geralmente possuem o famoso “save state”, além é claro das manhas que facilitam o jogo. Outro detalhe é que não listaremos os jogos em ordem de dificuldade mas sim de forma aleatória. E games que não aparecerem nesta lista ficaram para as que vierem a seguir.
Mas chega de conversa e vamos começar com isso de uma vez.

Jewel Master (Mega Drive)

Dando início a nossa série começarei por um jogo que me trouxemuita
diversão nos tempos do Mega Drive. Estou falando de Jewel Master. Este jogo foi um dos que mais me deram trabalho. Com um personagem que não oferecia grande mobilidade, você vai passando por fases cada vez mais complicadas mas que ainda não chegam a ser grandes coisas. O problema fica exatamente na última fase. O chefão do jogo era quase impossível, principalmente pela incrível velocidade com que ele se movia além de que o cara era duro na queda. Você atacava o sujeito de tudo que é jeito e ele nem sentia cóssegas. Foi um sacrifício pra derrotá-lo, mas no final valeu a pena.

Castlevania (NES)

O jogo Castlevania, lançado em 1987 é indiscutivelmente um clássico dos games. No entanto, o nível de dificuldade presente neste jogo, chegava a ser monstruoso, e a péssima jogabilidade não ajudava muito. Com fazes cheias daqueles buracos sem fundo e inimigos por todos os lados , o jogador tinha que ter uma baita paciência aliada à sorte e habilidade, ou seja, para zerar este jogo não adianta ser bom, tem que ser muito bom. Para piorar, os chefões do jogo eram o “cão chupando manga”, faziam os players da época se matarem junto com o personagem. Castlevania é considerado por muitos o jogo mais difícil já feito.

Shadow Dancer

Comparado aos dois jogos citados anteriomente, Shadow Dancerpossui uma ótima jogabilidade. Entretanto, o que deixa o jogo complicado é o fato de apenas uma cacetada derrubar o nosso herói. Acompanhado pelo seu fiel cão de guarda, Shinobi enfrenta diversos ninjas malucos pelo caminho que a medida que o dia vira noite, a dificuldade só vai aumentando. Enfrentar uma cambada de ninjas sem poder sofrer um arranhão sequer, não é pra qualquer um. Isso é claro sem citar que para zerar o jogo, deve-se fazer tudo duas vezes, ou seja, depois que se mata toda a galera, a gente tem voltar pra conferir se o serviço ficou bem feito.

The Lion King ( O Rei Leão)

É difícil hoje em dia encontrar alguém que nunca tenha assitido o filme do Rei Leão, um verdadeiro clássico da Disney. Mas quanto ao jogo que aparentemente parece ser dirigido para o público infantil, na verdade possui alto teor de complicação, e, a não ser que a criança possua um “QI” acima da média, ela jamais conseguirá zerar este jogo. O game alterna no início entre fases fáceis e outras mais ou menos. O bicho literalmente começa a pegar é do meio pra frente e gradativamente a dificuldade vai aumentando, tendo o jogador que se desdobrar para chegar ao combate final contra o leão Scar, que alem de tudo é pra lá de difícil.

Columns 3

Pra mim este é o melhor game do estilo puzzle que já joguei, e pra quem nunca jogou eu recomendo. O jogo é extremamente divertido e deixa de lado aquela monotonia de ficar simplesmente eliminando peças que caem do alto. Neste jogo você terá que enfrentar adversários enquanto explora a pirâmide em partidas na melhor de três. A medida que o você passa o os adversários, o desafio se torna cada vez mais complicado. Para iniciantes, até a primeira fase é dificil mesmo no nível “easy”. Eu particularmente só consegui chegar ao penúltimo desafio no meu antigo Mega Drive, isso porque eu era viciado neste jogo. Hoje em dia já consegui zerar o jogo no emulador mas com a ajuda do famoso “save state”. Sem esse recurso, é praticamente impossível passar por aquela múmia e pela esfinge, (último desafio).

Kid Chameleon

Outro bom jogo difícil de zerar é o tal de Kid Chameleon. O jogo que parciamente lembra os games do Mário Bros, possui uma jogabilidade regular e uma dificuldade considerável que varia de fase pra fase, sendo algumas fáceis e outras complicadíssimas. Mas o problema maior é o extremo número de fases que derrubam qualquer gamer por cansaço, já que o jogo não salva nem possui passwords. Na verdade são tantas fases que poucos sabem ao certo o número exato. Por este motivo fica quase impossível zerar este jogo, já que além de habilidade o jogador necessitará de uma absurda paciência.

Contra (NES)

Mais um grande título eternizado nas mãos do pequeno grande Nintendo 8 Bit. O game de tiro “Contra” produzido pela Konami foi lançado em 1987 para os arcades e chegou ao NES no ano seguinte. O jogo que fez enorme sucesso em sua época é considerado um dos games de tiro mais difíceis de se zerar. Em um ambiente recheado de inimigos vindos de todos os lados atirando sem dó de gastar bala, você não podia ser atigido de nenhuma forma, pois do contrário era morte na certa. Para passar as oito fases desse game, o jogador tinha a sua disposição três continues com três vidas cada. Mas chegar no final de tudo sem desperdiçar todas as vidas era uma missão quase impossível dígna do agente “Ethan Hunt” do filme Missão Impossível.

Mortal Kombat 2

Pra mim, este é de longe o mais difícil jogo da série Mortal Kombat, (pelo menos dos que joguei). Jogar este jogo em qualquer modo é difícil, mas o hard deixa qualquer um na lona facilmente. Tendo que enfrentar uma série de lutadores infernais, não era muito difícil perder a cabeça neste jogo (falo isso literalmente). Com adversários que só pioravam a medida que se avançava de nível, ficava cada vez mais complicado chegar nos desafios seguintes. Chegar no Kintaro era até de certa forma fácil, o problema era conseguir passá-lo, isso se os cinco continues dessem conta de te atender. Por isso nem posso dizer se o Shao Khan era tão complicado assim pois nunca cheguei até ele.

Alex Kid in the Enchanted Castle

Outro clássico dos games díficil de bater e fácil de apanhar. Com uma jogabilidade que pouco ajuda, o jogo do antigo mascote da Sega, é um game muito complicado por ser mais um daqueles que qualquer cacetada de põe pra dormir. Ao longo de onze fases, o jogador precisava tomar enorme cuidado para ir rompendo o caminho até o castelo sem ser atingido por nada. Além de tudo, na última fase antes do jogador enfrentar o chefão, ele normalmente imagina que terá uma batalha corpo a corpo contra o adversário. No entanto não existe nenhum confronto com o cara, você deverá contar com a sorte e derrotá-lo em uma disputa de “pedra, papel ou tesoura”, dá pra acreditar?
Por hoje é só, mas quem quiser dar alguma sugestão de jogo quase impossível para os próximos posts, fique a vontade, e até a próxima fase, isso se não der game over antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...